O Alqueire de Sangalhos

Sangalhos teve nos séculos XII/XIII uma significativa projecção regional. Isso mesmo se veio a confirmar com a escolha de Sangalhos para centro de aferição do alqueire de Dom Afonso Henriques. Este alqueire, que equivalia ao modius romano (8.733 litros), foi adoptado pelo rei fundador por volta de 1179, ano em que foram passados os forais de Coimbra, Santarém e Lisboa. Estes forais viriam a servir de modelo a muitos forais posteriormente passados a terras do centro litoral e do sul. No arcediagado de Vouga e no bispado do Porto, o alqueire de Dom Afonso Henriques acabou por ficar conhecido como alqueire de Sangalhos, sangalhês ou sangalho. Esta medida só caiu completamente em desuso no século XVI, na sequência da reforma dos forais empreendida por Dom Manuel I.